Os empreendedores de primeira viagem encaram um mundo de enormes desafios quando decidem seguir em frente no sonho do negócio próprio. São muitos desafios e coisas novas para aprender – afinal, é preciso ter tudo muito bem planejado e mapeado para que o negócio dê certo.

O planejamento é especialmente essencial na hora de estruturação do plano de negócios, o documento que servirá como guia de todo o negócio. Nesse momento, uma das coisas que o empreendedor deve pensar e decidir é sobre o modelo de negócio que irá optar, ainda mais se for empreendedor de primeira viagem em busca de algo com menos risco.

Conforme a definição do SEBRAE, “o modelo de negócios é a forma como a empresa cria, entrega e captura valor”. Também conhecido como método Canva, trata-se da descrição de como uma empresa funciona.

Para definir o modelo de negócio da sua empresa, é preciso preencher a tabela que descreve como uma empresa funciona. Essa tabela, chamaa de método Canva, é construída por meio dos pontos fundamentais de um plano de negócios.

Por meio do preenchimento de cada bloco, os empreendedores podem refletir cada função e processo da sua empresa. São eles:

Segmento de clientes

Quem é seu cliente?

Oferta ou proposta de valor

Quais as vantagens do seu serviço/produto?

Canais

Quais são os canais de comunicação, vendas e distribuição do seu negócio?

Relacionamento com os clientes

Como interagir com os seus clientes?

Recursos-chave

O que a sua empresa ou negócio precisa para funcionar, quais os recursos primordiais?

Atividade-chave

Quais são as atividades vitais para o funcionamento da sua empresa?

Parcerias-chave

Quais são os fornecedores do seu negócio?

Estrutura de custos

Quais são os principais custos para manter sua empresa funcionando?

Fontes de receita

De onde vêm as receitas?

Para os empreendedores de primeira viagem, é preciso ter tudo muito bem pensado. O ideal e optar por um modelo de negócio de menos risco, com menos chances de dar errado. É preciso pensar em algo assertivo e que traga maior segurança.

Principais modelos de negócio

Venda B2C

É o modelo mais comum para muitos que desejam iniciar um negócio, especialmente na área de vendas.

Na venda B2C (Business to Consumer, “empresa para cliente””, na tradição) o cliente é final é a pessoa física, em uma relação direta empresa x consumidor.

Exemplos de negócios que B2C são lojas que vendem ao consumidor final, prestadoras de serviço, atacado, distribuidoras, dentre outras empresas.

Venda B2B

Diferente do modelo acima, o Business to Business (empresa para empresa, na tradução) é a compra e vende de produtos e/ou serviços por meio do relacionamento entre empresas. Existem hoje, inclusive, plataformas de e-commerce para esse tipo de venda. É um segmento importante da economia.

Venda Direta

É a venda direta e sem intermediários, onde o vendedor leva os seus produtos diretamente para o consumidor – não sendo necessário um espaço físico, como um ponto comercial, ou um espaço online no e-commerce. Alguns dos exemplos são algumas marcas de maquiagem e cosméticos como Avon e Natura, que realizam a venda por meio de revistas, com o revendedor indo até o cliente.

Marketplace

O marketplace é uma plataforma, mediada por uma empresa, em que vários fornecedores, com diferentes produtos, se inscrevem para realizar suas vendas.

Exemplos são a Amazon, presente no mundo todo, e o Mercado Livre, no Brasil. Nesses sites, o consumidor pode comprar de diferentes lojas ao mesmo tempo, pagando todas as compras de uma só vez.

Economia Colaborativa

Economia colaborativa é uma economia em que bens e serviços são obtidos de forma compartilhada. Isso pode ocorrer por meio de troca, aluguel, doação ou negociações do gênero.

Aluguel de roupas para casamento e até mesmo aluguel de casas entram nesse modelo de negócio. Outros exemplos mais tecnológicos incluem Airbnb e Uber, por exemplo.

Franquia

Tradicional e bem consolidada, as franquias são um modelo de negócio que oferecem o direito de uso de marca para a distribuição e comercialização de produtos e/ou serviços.

É uma das melhores opções para empreendedores de primeira viagem, ainda mais se for uma franquia que funcione realizando venda direta ao consumidor final – sendo esse, o B2C, um dos modelos de negócios mais comuns e, por isso, mais simples para quem está em busca do seu primeiro negócio.

Nas franquias, é possível ter uma maior certeza sobre o prazo de retorno, contar com todo o suporte e treinamento necessários, assim como ter uma maior garantia de mercado já que se trata de uma marca já conhecida pelos consumidores.

Há, ainda, outras facilidades conforme apontamos no artigo “Por que uma franquia pode ser a opção ideal para empreender”.

Se você se interessou por esse modelo, conheça a FarMelhor e as facilidades que oferecemos aos franqueados! Com mais de 260 unidades em várias cidades, trata-se de um modelo de sucesso, que atua em um mercado com enorme potencial e que cresce mesmo em momentos de instabilidade econômica: o mercado farmacêutico.

Converse com um consultor e saiba mais!